ABEFIN

NOSSO BLOG

Dólar baixo e juros altos garantem cenário positivo para investimentos

Por: Top News Tech

Especialistas na área econômica consideram o período de elevação na taxa de juros e de valorização do real frente ao dólar como um momento favorável para a realização de aplicações financeiras, independentemente do perfil do investimento. De acordo com a Associação Brasileira de Educadores Financeiros no Amazonas (Abefin-AM), o aumento da taxa básica de juros (Selic), contribui para que os investimentos contabilizem maiores rendimentos mensais.

Atualmente a taxa Selic é de 11,75%, valor definido na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), no dia 16 de março. Na ocasião, o comitê decidiu pelo aumento de 1 p.p (ponto percentual) da taxa básica de juros da economia brasileira.

A presidente da Abefin-AM, Roberta Veras, afirma que o mês de março contabilizou os melhores resultados dos investimentos em relação aos números registrados nos dois últimos anos. Ela afirma que o momento é positivo para aplicações e orienta que o pretenso investidor busque orientações junto à agência bancária de sua preferência ou à corretora de investimentos, para verificar qual o perfil de aplicação mais adequado ao cliente.

“Inicialmente, a pessoa tem que entender qual o objetivo do investimento e qual será a finalidade do dinheiro. A pessoa pode até fazer um bom investimento, mas acaba perdendo dinheiro porque quer sacar o valor antes do tempo, por exemplo. Quem está aplicando em perfil conservador chega a ter rendimento mensal em torno de 1% do total das aplicações. E quem aplica em perfil moderado ou arrojado está ganhando um pouco mais”, informou a educadora.

Perfis de investimentos financeiros

Roberta explica que o nível de tolerância do investidor em relação ao risco ao qual submete os recursos aplicados, e ainda, o tempo previsto em que deseja investir, definem os perfis de aplicações financeiras, que podem ser: conservador (pessoa que não quer perder nenhum percentual do valor aplicado. Não quer correr risco); moderado (está consciente que corre risco de ganho ou perda) e arrojado (também é consciente que pode ganhar ou perder recursos sobre a aplicação).

“Março de 2022 registrou o melhor rendimento em relação aos investimentos em geral. A lucratividade foi interessante, decorrente do aumento da Selic”, comentou Roberta.

Texto: Priscila Caldas

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Posts Recentes: