ABEFIN

NOSSO BLOG

Mega-Sena: como investir o prêmio de R$ 107 milhões?

Por: Karolini Bandeira / Site: Correio Braziliense

Saiba quanto o ganhador receberia mensalmente em cada modalidade de investimento. 

Nesta quarta-feira (09) será anunciado o mais novo milionário da mega-sena, mas muitas pessoas se perguntam o que fazer com tanto dinheiro. Sempre há o perigo de fazer uma má utilização da quantia e fazer ela acabar muito antes do esperado. Por isso, nós vamos mostrar como investir os R$ 107 milhões de reais do prêmio visando aumentar ainda mais o patrimônio do ganhador.

Jhon Wine, vice-presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros) e educador financeiro, afirmou ao site UOL economia que o ganhador da mega-sena pode gastar uma parte do dinheiro sorteado realizando seus sonhos, mas que deve investir o restante para obter lucro.

“Uma pessoa pode comprar a casa que sempre sonhou, usar uma parte nisso, mas depois tem que priorizar a geração de renda com segurança”, disse Wine.

Veja a seguir opções de investimento para o sortudo que levar a mega-sena.

Poupança

Embora menos rentável do que outras opções, a maioria dos brasileiros dá preferência à caderneta de poupança na hora de decidir o local para concentrar seu dinheiro, devido à isenção no Imposto de Renda (IR).

Considerando a rentabilidade da poupança da última terça-feira (8) divulgada pelo Banco Central (BC), de 0,64%, a aplicação de R$ 107 milhões de reais renderia R$ 685 mil reais por mês ao ganhador da mega-sena.

Renda fixa

Se o mais novo milionário decidir seguir o caminho de renda fixa, menos arriscado do que a variável, o especialista recomenda o CDB e o Tesouro Selic. O rendimento dessas aplicações está por volta de 0,7% ao mês, portanto o lucro do investimento seria de R$ 750 mil reais, mensalmente, dos quais seria descontado Imposto de Renda de 22,5% em caso de saque.

Se o ganhador da mega-sena optasse por investir no Tesouro IPCA, que acompanha a alta de preços do país, ele iria ganhar aproximadamente R$ 1 milhão de reais por mês.

De acordo com Wine, utilizar seu dinheiro em títulos de renda fixa por 12 meses é um bom termômetro. Após esse período, o investidor pode optar por uma opção mais arriscada, mas que paga mais, como fundos DI (Fundos de Renda Fixa Referenciados DI), CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários) e CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio).

Ações na Bolsa

Segundo Wine, o investidor precisa estudar o mercado antes de operar na bolsa de valores. Para ele, o conflito entre a Rússia e a Ucrânia pode trazer novas oportunidades para o Brasil neste setor. Por exemplo, focar em ações de commodities e em empresas relacionadas ao setor alimentício, que deve ter bastante demanda no futuro.

E você, o que faria com R$ 107 milhões de reais? Conte para a gente!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Posts Recentes: