ABEFIN

NOSSO BLOG

Como economizar nos gastos com transporte em meio à crise dos combustíveis

Por: Administradores.com

A guerra entre Ucrânia e Rússia provoca grandes reflexos na economia mundial, e um dos maiores impactos deve ser nos preços dos combustíveis. No Brasil, os preços já estão altos, e mesmo com tentativas do Governo Federal em reduzi-los, aumentos ainda deverão ocorrer, já que os valores dos barris de petróleo disparam mundo afora.

Para agravar ainda mais a situação, o Brasil já vinha de sucessivas altas desses preços, o que faz com que muitas pessoas repensem até mesmo os meios de transporte que utilizam para amenizar os efeitos no bolso – considerando que, além dos combustíveis, os valores de aquisição e manutenção dos veículos também passam por aumentos expressivos.

O presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinaldo Domingos, faz um alerta sobre os riscos para as finanças ante o atual contexto: “O aumento ocasiona um gasto extra que deve ser avaliado antes de entrar no orçamento, precisando repensar o uso dos veículos. Isso sem contar o previsível aumento nos preços dos produtos que consumimos, já que grande parte são transportados por caminhões movidos a diesel, e o provável aumento dos preços dos serviços de transporte, como ônibus e táxis”.

Segundo o especialista, é preciso, então, avaliar formas de economizar nos deslocamentos cotidianos. “Repense o uso do carro em determinadas situações, já que nem sempre é preciso fazer tudo com ele. Otimize as viagens, pegando ou oferecendo carona e fazendo rodízios com colegas de trabalho e amigos”, sugere, alertando ainda para todos os outros custos envolvidos com o uso dos automóveis: “Não olhar os gastos totais é uma armadilha, é preciso ter consciência sobre as diversas despesas envolvidas. As básicas são: prestações, seguro, combustível, manutenção, IPVA, licenciamento, lavagens e, até mesmo, possíveis multas”.

De acordo com análises realizadas pela Abefin, a manutenção de um veículo já quitado custa, em média, 2% de seu valor de compra por mês. Dessa, forma a manutenção de um veículo de R$ 30 mil, por exemplo, tem um custo de aproximadamente R$ 600 mensais.

“Vejo que muitos mantêm o carro apenas por status, e o resultado é o endividamento ou a necessidade de devolver esse bem. Há famílias que possuem mais de um carro e deixam um deles parado na garagem, sem perceber que estão perdendo dinheiro. Outras o trocam pelo transporte público ou por táxi ou transporte por aplicativo e obtêm grande economia, sem piorar sua qualidade de vida”, salienta Domingos.

Veja abaixo 7 dicas da Abefin para economizar no combustível:

1) Analise a necessidade de fazer tudo com o carro; realizar algumas caminhadas, além de ser saudável, pode gerar boa economia;

2) Alterne o uso do carro com o transporte público, assim terá diminuição no orçamento mensal no que se refere a gastos com locomoção;

3) Ofereça e pegue caronas com familiares, amigos e colegas de trabalho sempre que possível. Assim, além da economia, há maior sociabilização;

4) Dirija e utilize o veículo com consciência. Algumas ações geram maior consumo de combustível, como manter o ar-condicionado ligado e trocar de marcha na velocidade inadequada;

5) Abasteça em postos de sua confiança, garantindo a qualidade da gasolina que está comprando;

6) Mantenha os pneus calibrados, pois se estiverem abaixo do recomendado pelo fabricante, há resistência na rolagem e o carro consume mais combustível. Isso sem contar o desgaste dos pneus, que são caros;

7) Mantenha o carro sempre revisado, pois um motor mal regulado pode gastar mais combustível. Assim também evita imprevistos que podem estourar as finanças.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Posts Recentes: